Cristãos fogem para regiões remotas do Afeganistão para escapar do Talibã

wrsi 07/10/2021 Relatar Quero comentar

Com as fronteiras para países vizinhos fechadas, os cristãos afegãos não foram capazes de deixar o país. Em vez disso, em uma tentativa de fugir do Talibã, cristãos no Afeganistão deixam as cidades, fugindo para regiões remotas.

Mesmo antes da queda do Afeganistão para o Talibã, os cristãos do país viviam em perseguição. Porém, os talibãs consideram os cristãos como apóstatas e dignos de morte, então muitos cristãos estão escondidos e outros ameaçados de morte.

“A única coisa boa que podemos dizer sobre isso é que a Igreja subterrânea está cada vez mais bem equipada para enfrentar a tempestade. A Igreja é invisível e já aprendeu a operar no subsolo”, disse Paul Robinson, CEO da Release International.

A Release International tem feito parcerias com outras organizações para fornecer literatura cristã, material de discipulado digital e transmissões para incentivar e equipar os crentes no Afeganistão e em países vizinhos.

“O apoio e o encorajamento, seja através de rádio, televisão via satélite ou mídias sociais, nunca foram tão necessários como são hoje. A Igreja está tendo que aprender a operar tanto quanto a Igreja primitiva no livro de Atos, sob a ameaça contínua de perseguição”, disse Robinson.

Segundo a Christian Today, um dos parceiros na região é o ministério da mídia cristã SAT-7 Pars, que transmite programas sobre a fé para o país por satélite. O ministério disse ter recebido muitas mensagens desesperadas de cristãos presos no Afeganistão.

“Desde que o Talibã assumiu, estamos recebendo muitas mensagens do Afeganistão de que a perseguição está ficando mais difícil. Os cristãos afegãos nos descrevem como a situação é difícil. Eles estão se escondendo e se encontrando em locais secretos. Mas o inverno está chegando e isso logo se tornará mais e mais difícil”, disse o diretor executivo do SAT-7 Pars, Panayiotis Keenan.

Comentário do usuário