Mulher sofre parada cardíaca de 27 minutos e tem visão de Jesus: “Ele é real”

dani 21/04/2021 Relatar Quero comentar

Uma mulher nos EUA sofreu uma parada cardíaca de 27 minutos, que poderia a ter levado a morte ou a graves sequelas no cérebro, mas em vez disso, ela teve uma  durante o tempo em que esteve morta e acordou cheia de vida para testemunhar o que tinha experimentado.

No dia 12 de fevereiro de 2018, a cristã Tina Hines, de 33 anos, estava se preparando em sua garagem para fazer uma caminhada com o marido, pela Trilha Ridgeline no Arizona (EUA). “Era um dia normal e eu não estava sentindo nenhum estresse ou ansiedade”, lembra Tina.

De repente, ela desmaiou na garagem e parou de respirar: “Não senti muita dor. Não houve nenhum aviso. Fiquei de joelhos, sentindo que ia desmaiar, e desmaiei completamente”, conta Hines.

Seu marido, Brian, ligou para a emergência e os paramédicos chegaram em seguida. Eles tentaram reanimá-la com desfibrilador por cinco vezes durante o percurso até o hospital, mas Tina não reagia.

Quando ela chegou ao hospital, os médicos a consideraram morta. Na sala de emergência, usaram o desfibrilador pela sexta vez e enfim Tina reagiu e recuperou os batimentos cardíacos, mas seu cérebro ficou sem oxigênio por 27 minutos.

Encontro com quem é a vida

Foi durante esses 27 minutos que Tina Hines relata ter visto . “Ele não disse nada para mim. Ele estava lá em uma túnica branca com os braços estendidos. Havia um brilho amarelo brilhante como o sol, emanando dele. Foi quase ofuscante”, testemunhou Hines. Ela também disse que sentiu “um calor e uma paz incríveis”.

Quando o coração de Tina voltou a bater, ela já estava intubada: “Quando eles me acordaram após o sexto choque, tentei puxar meu tubo e contar às pessoas o que aconteceu. Eu abri meus olhos e vi o quarto do hospital e só queria contar a eles aquele momento que vi Jesus. Eles me viram pegando meu tubo, então amarraram meus braços. Eles ficaram surpresos de uma boa maneira, esperançosos de que pudesse haver atividade cerebral”, relata.

Logo depois, Tina foi levada para a UTI e o médico foi falar com seu marido Brian e a família na sala de espera, que já estava lotada com mais de 100 pessoas, amigos e irmãos em Cristo. “Sua esposa está viva e respirando, mas está muito doente”, informou o médico.

“Jesus é real”

Hines foi colocada em um ventilador mecânico e em coma induzido. Então, a família e amigos começaram a orar por ela 24 horas por dia. Na tarde seguinte, os médicos decidiram parar com a medicação para que Tina acordasse.

“Enquanto eu estava sendo acordada, tentei puxar o tubo de novo, mas amarraram meus braços mais uma vez”, lembra Hines.

Neste momento, toda sua família estava no quarto com ela e ficaram admirados com os sinais cognitivos que Tina já estava dando, ao tentar fazer sinais com as mãos para se comunicar com eles. “Em minha mente e espírito, eu tinha uma paz inacreditável. Queria contar às pessoas que vi Jesus cara a cara, como o vi e o que experimentei. Eu nem me importava porque estava no hospital. Eu tive que contar a eles sobre ver Jesus”, afirmou.

Clique na segunda página para continuar navegando
Comentário do usuário