Marcha Pelos Mártires: Cristãos se reúnem em favor da igreja perseguida

wrsi 07/10/2021 Relatar Quero comentar

Na semana passada, como parte de um movimento para levantar uma só voz pela igreja perseguida, centenas de defensores da liberdade religiosa marcharam em solidariedade aos cristãos perseguidos em todo o mundo.

A segunda Marcha Anual para os Mártires, liderada por Gia Chacon, fundadora da organização sem fins lucrativos For the Martyrs, contou com a presença de 500 a 1.000 cristãos de todo os Estados Unidos.

A Marcha começou no National Mall, onde aconteceram discursos e adorações. Depois seguiu até a Casa Branca, onde todos oraram coletivamente antes de participar do evento noturno “Night for the Martyrs” realizado no hotel JW Marriott.

“Acho que agora, mais do que nunca, é importante que os cristãos de todas as denominações se reúnam como uma voz unificada. É tão importante que estejamos de pé agora, como irmãos e irmãs em Cristo, nos Estados Unidos, sendo uma voz para nossos irmãos e irmãs perseguidos”, disse Chacon em entrevista ao The Christian Post.

Chacon ainda explicou que realizou a primeira marcha para os Mártires no ano passado em resposta às restrições impostas às igrejas durante a pandemia corona vírus. Lembrando que o cristianismo e a liberdade religiosa nos Estados Unidos durante esse tempo estavam sendo ameaçados.

A Open Doors EUA relatou um aumento de 30% na perseguição religiosa no ano passado, o que motivou Chicon a trazer a Marcha Pelos Mártires para Washington. Segundo ela, seu desejo é fazer da Marcha um evento anual na capital do país.

A defensora dos direitos religiosos compartilhou com a multidão outra estatística das descobertas do Open Doors EUA, observando que no ano passado, houve um aumento de 60% no número de cristãos mortos por sua fé. Ela  prometeu lembrar de cada cristão que deu sua vida pelo bem do Evangelho e chamar a atenção para todos os cristãos que sofrem sob governos radicais, sob grupos extremistas.

“Se os cristãos continuam a ser perseguidos por sua fé, por que essa questão tem tanto silêncio em torno dela? Por que o mundo permanece em silêncio enquanto os cristãos são alvos e executados por sua fé em Cristo?”, disse Chacon.

Comentário do usuário