Falando de Cristo através de nossa vida

O instituto Haggai tem uma pesquisa onde foi perguntado as pessoas quais os maiores influenciadores que conduziram alguém a Cristo e os resultados foram:  

– 1% Através de programas de TV 

– 1,1% através de filmes  

– 2,1% através de outros meios  

– 2,4% através de sermões  

– 2,9% através de programas de rádio 

– 2,9% através de trabalho pastoral  

– 3% através de distribuição de literaturas e bíblias 

– 4,4% através de cruzadas evangelísticas  

– 29,9% através de amigos  

– 49,7% através de parentes     

Você sabia que a bíblia já falava disto a muito tempo? Relacionamentos são os meios mais poderosos de pregação do evangelho!   

Vamos ler o texto base de nossa mensagem que é 1 Pe 3:13-18 

3:13 – Quem poderia maltratar os que fazem o que é correto? 

3:14a – Sofrer por ser justo deveria nos alegrar  

3:14b-15 – Não tenham medo deles mas busquem separar seu coração para Cristo como sendo seu Senhor e que conduz sua vida em meio as circunstâncias e se preparar para responder sobre sua esperança que os faz agir desta forma 

3:16 – Façam esta defesa de sua esperança com uma boa atitude para que eles sejam envergonhados por serem difamadores  

3:17-18 – Se Deus permitir sofrimento que seja por fazer aquilo que é certo e ser perseguido por isso pois Cristo também passou por isso para cumprir sua missão de resgate    

Nosso foco de atenção está no verso 3:15 e que nos leva a perguntar: 

– O que é santificar a Cristo? 

– O que seria estar preparados para falar acerca da nossa esperança? 

Nossa resposta se encontra no contexto anterior da argumentação de Pedro: 

– Do 1:1 até o verso 2:10 Pedro está argumentando as razões que nos levam a entender quem somos, como e porque devemos nos comportar em meio as tribulações como sendo nós o que é dito no verso: Ler (2:9-10) 

– Diante da afirmação de quem somos ele nos exorta a agir de maneira diferente no mundo para testemunhar de Cristo aos incrédulos: Ler (2:11-12) 

– É aqui que ele faz uma série de afirmações acerca das lutas enfrentadas por alguns papéis sociais do cristão e a esperança que cada uma delas deve carregar em si para cumprir estes chamados:  

– COMO CIDADÃOS: 

– Devem se submeter aos governantes por causa do Senhor, como enviados por Deus para castigo dos malfeitores e louvor dos que fazem o bem (2:13) 

– Razão para sofrer: Porque Deus quer que pela prática do bem silenciem os ignorantes pois são livres em Cristo (2:15-16) 

– Razão de esperança: Deus escolheu os governantes  

– COMO SERVOS: 

– Devem obedecer aos senhores, independente se eles forem bons ou maus (2:18) 

– Razão para sofrer: Porque é agradável a Deus alguém sofrer por motivo de sua consciência para com Deus  

– Razão de Esperança: Jesus sofreu por motivo de consciência para com Deus diante de malfeitores para cumprir sua missão de obedecer a Deus (2:21) 

– COMO ESPOSAS: 

– Devem ser sujeitas a seu marido mesmo que ele não obedeça a Palavra de Deus mas vcs devem obedecer   

– Razão do sofrimento: Eles serão ganhos ao observar o seu procedimento com temor a Deus (3:1) 

– Razão da Esperança: Foi assim que viveram as santas mulheres do passado com relação a seus maridos e seu comportamento foi de grande valor diante de Deus (3:4-5) 

– COMO MARIDOS: 

– Devem viver a vida comum do lar e se esforçarem para entender e cuidar de suas esposas como vasos mais frágeis (3:7)  

– Razão do sofrimento: Porque elas são a parte mais frágil e coerdeiras da mesma graça da vida (3:7) 

– Razão da esperança: Ter suas orações ouvidas por Deus (3:7) 

– COMO COMUNIDADE: 

– Todos devem ter o mesmo modo de pensar, compassivos, amigos, misericordiosos, humildes. Não se vingar mas responder com palavras de bênção (3:8-9) 

– Razão do sofrimento: responder com palavras de bênção a fim de receber bênçãos de Deus (3:9)   

– Razão da Esperança: Deus olha para os que fazem o que é certo mas julgará os que fazem o que é errado e por isso devemos confiar na justiça de Deus e não buscar vingança mas deixar que Deus vingue e assim receberemos a bênção do Senhor em uma vida justa diante Dele (3:10-12)      

É aqui que vamos voltar a ler o texto de 1 Pe 3:13-18 e refletir nas perguntas que trouxemos inicialmente: 

– O que é santificar a Cristo? 

– O que seria estar preparados para falar acerca da nossa esperança? 

Santificar a Cristo 

– Viver uma vida separada para o Senhor no cumprimento da vocação que fomos chamados em qualquer lugar onde estivermos! “Agora não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim e a vida que vivo na carne vivo pela fé no Filho de Deus que me amou e se entregou por mim”, “Quer comais, quer bebais ou façais qualquer outra coisa fazei para a Glória de Deus”, Sejamos sal da terra e luz do mundo!  

– Que nossas motivações, nosso coração esteja inclinado para obedecer ao Senhor em tudo! Colocar nossa vida no altar do sacrifício vivo santo e agradável a Deus! 

E o que é estar preparado para responder? 

– Quando em meio a perseguição por você fazer o que é certo e mesmo assim tratar alguém com justiça e amor, esta pessoa vai te perguntar porque você continua agindo assim? Aí você vai responder: Porque Cristo vive em mim e eu sei que o Senhor julgará todas as coisas e minha missão aqui é mostrar o amor de Deus por meio de minha vida!  

APLICAÇÃO: 

– Você tem vivido pra Glória de Deus? 

– Em meio as injustiças desta vida você tem mantido sua piedade de modo que as pessoas percebam que há algo diferente em você e parece que você não luta por vitórias a todo custo, mas parece não se importar com o aqui e agora mas está esperando por algo maior, por um reino de justiça e pelo Deus da justiça agir em meio as lutas? 

– O maior campo missionário é aquele em que estamos no trabalho, na escola, na sociedade e etc e a maior ferramenta de evangelização é o nosso testemunho e quando questionados porque vivemos assim aí podemos falar sobre nossa grande esperança! Cultive relacionamentos pois o Senhor quer usar sua vida para alcançar outros! 

Comentário do usuário