Lutador do UFC agradece a Jesus e dedica vitória às vítimas da ‘ideologia marxista

Adriano Oliveira 31/05/2021 Relatar Quero comentar

A mais recente edição do UFC foi marcada pelo título do brasileiro Charles do Bronx na categoria peso-leve, mas um lutador cristão que não disputava o cinturão também venceu no evento, e aproveitou o discurso para agradecer a Jesus e expressar seu repúdio à ideologia marxista.

Beneil Dariush, que compartilha sua fé cristã nas redes sociais, não fez uso de meias palavras: “Em primeiro lugar, quero agradecer ao meu Senhor e Salvador Jesus Cristo, que é o número 1”, disse o lutador enquanto era entrevistado pelo anfitrião do UFC, Joe Rogan, no último sábado, 15 de maio.

“N° 2, eu quero dedicar esta luta a todas as pessoas que foram feridas pela ideologia marxista”, acrescentou Dariush, que nasceu e foi criado no Irã até sua família migrar para os Estados Unidos da América.

Ele foi apontado pelos jurados como vencedor por unanimidade após uma luta de 15 minutos. O lutador aproveitou para fazer piada com o empresário Elon Musk, proprietário da fabricante de carros Tesla, reclamando sua esposa ainda não recebeu o carro que ela encomendou.

“Joe, quero chamar seu amigo Elon. Elon Musk! Onde está o carro da minha esposa, mano? Estou esperando há seis meses! Vou ter um filho. Preciso de um carro grande; preciso proteger minha filha. Vamos, Elon. Pegue meu carro”, brincou Dariush.

A vitória no último sábado foi essencial para que o lutador consiga disputas mais relevantes na categoria peso-leve. Ele estava em 7º lugar na divisão dos leves antes de sua vitória sobre Tony Ferguson, 5º colocado. A vitória também foi a sétima consecutiva de Dariush e a 15ª no octógono.

Após a luta, ele fez uma publicação no Instagram e louvou a Deus por sua conquista: “O senhor é meu pastor; Nada me faltará (Salmo 23:1). Deus suprirá todas as suas necessidades a cada momento. Nosso trabalho é lembrar que há uma diferença entre necessidade e desejo. #TodaGlóriaADeus”, escreveu.

Comentário do usuário