O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã!

Muitas vezes olhamos as situações da vida e perdemos as esperanças pois diante de nossas possibilidades nada poderia ser feito e por isso tentamos continuar ou até mesmo parar e se esconder. Vamos ver aqui mulheres e discípulos que continuaram e outros que pararam, mas que diante do poder de Deus nem a morte poderá prevalecer por mais terrível que ela pareça! O evangelho é de fato a grande e maravilhosa notícia! Nele temos esperança para que aquilo que parece o fim se torne um novo começo!

Após a crucificação e morte de Jesus a esperança havia se apagado para muitos que esperavam Nele alguma coisa daquilo que acreditavam ser Ele o salvador: um salvador político, um libertador da opressão de Roma, um rei que derrubaria Cesar, um grande profeta com palavras de esperança assim como os antigos profetas. Agora com sua morte todas as expectativas foram destruídas e então o que fazer?

Seguir a realidade da vida: Garantir um sepultamento digno para o profeta assassinado

O SEPULTAMENTO

15:40-47 – O sepultamento do corpo de Cristo atestado por Pilatos, auxiliado por José de Arimateia e observado e organizado pelas mulheres

15:40-41 – As mulheres que serviam a Cristo e acompanhavam de longe sua morte

– Marcos deixa claro aqui a atitude destas mulheres que em sua cultura eram desvalorizadas, mas que se posicionam como aquelas discípulas que serviriam a Cristo na vida e também na sua morte

15:42-43 – José de Arimatéia um membro do Sinédrio e seguidor de Cristo pede se corpo a Pilatos

– José de Arimatéia toma uma atitude de coragem pois poderia ser acusado de apoiar um criminoso pelos romanos e um blasfemo pelos judeus, mas deseja honrar o seu Senhor com sua sepultura. Nenhum dos apóstolos vieram requisitar o corpo de Cristo como ele fez. Ele tinha o que perder neste mundo, mas arriscou pelo Reino que esperava.

– Os costumes judaicos proibiam que o criminoso fosse sepultado com sua família (questão cultural apenas)

– Um criminoso Romano perdia direito a propriedade e consequentemente não poderia ser sepultado em um túmulo. Acusados de sedição eram deixados para apodrecer na cruz.

– Os criminosos Judeus deveriam ser enterrados antes do sábado para evitar profanação da terra e os que foram crucificados ainda mais por serem amaldiçoados

15:44-45 – Pilatos se impressiona por Jesus já ter morrido e após confirmar sua morte permite o sepultamento

– Jesus teve sua morte atestada pelos amigos que ficaram ao longe, pelos adversários religiosos e políticos de renome para atestar o fato histórico acerca de sua morte

– Pilatos permite o sepultamento de Cristo por reconhecer que ele não era um criminoso como foi dito dele

15:46-47 – Retiram o corpo de Jesus e o colocam em um sepulcro observado pelas mulheres

– As mulheres são citadas por sua coragem e serviço ao Senhor em sua morte e também por serem testemunhas iniciais de sua ressurreição para derrubar qualquer relato de mentira pois como poderia em uma cultura que desprezava o testemunho feminino afirmar que mulheres foram estas testemunhas e muitos morreram por este testemunho

– Jesus cumpriu as profecias de seu sepultamento (Vamos ler Isaías 53 dando foco no sepultamento com os ricos)

O RELATO DA RESSURREIÇÃO

16:1-8 – O relato da ressurreição feito pelo Anjo às mulheres

16:1-3 – No domingo as mulheres compram óleos para ungir o corpo e se questionam como seria removida a pedra

– Os discípulos não estavam presentes neste momento para apoiar este serviço com elas. Eles poderiam estar envergonhados, arrasados, sem esperança e sem perspectiva para o futuro.

– Elas estavam encarando a realidade da vida e desejosas de servir ao Senhor naquilo que estava diante delas

16:4-8 – As mulheres percebem a pedra removida, entram e veem um anjo que afirma Jesus ter ressuscitado e que os guiaria até a Galileia e que deveriam avisar aos outros, mas elas correm assustadas

– O anjo faz uma das mais maravilhosas afirmações:

crucificado; ele ressuscitou, não está aqui; vejam o lugar onde tinham colocado”

– Para quê temer? Esta obra é do Senhor!

– Vocês procuram quem realmente procuram, mas vejam não existe nenhum corpo para cuidar! Ele ressuscitou!

V7 – “Mas vão e digam aos discípulos dele e a Pedro que ele vai adiante de vocês para Galileia; lá vocês o verão, como ele disse”

– Não fiquem aqui existe algo a fazer como você estavam fazendo, mas não será aqui na morte, mas na vida!

– Jesus irá adiante de você como um pastor que guia seu rebanho! Vocês não estão sozinhos!

– Lembram que ele disse então lembrem-se de suas Palavras pois elas são reais!

AFIRMAÇÃO SOLENE (1/3): O fim se transforma em recomeço! O silêncio em necessidade de proclamação!

A INCREDULIDADE DOS DISCÍPULOS

16:9-14 – Outros anunciam que Jesus ressuscitou, mas os discípulos não acreditam e por isso são repreendidos por Cristo

16:9-11 – Maria Madalena anuncia que Jesus ressuscitou, mas não acreditam nela

16:12-13 – Os discípulos do caminho anunciam que Jesus ressuscitou, mas eles não acreditam

16:14 – Jesus aparece a eles e os repreende por sua incredulidade e dureza de coração

AFIRMAÇÃO SOLENE (2/3): A incredulidade se transforma em necessidade de testemunhar a fé

A OBRA DO FILHO DE DEUS CONTINUA

Vamos entender alguns pontos importantes deste final do Evangelho e que nos chama a responsabilidade:

– O livro de Marcos é caracterizado por muita ação onde vemos o Filho de Deus realizando diversas obras em curto espaço entre os relatos do livro para indicar a ideia de ação e urgência.

– O livro de Marcos por ser escrito para um público Romano exalta bastante a ideia de autoridade

16:15-20 – A grande comissão e a cooperação de Cristo durante a missão de pregação do Reino de Deus assentado a direita do Pai

16:15-18 – Jesus faz a grande comissão e afirma que sinais os seguiriam no anuncio do evangelho

– Vemos muita ação que virá na proclamação do evangelho

16:19-20 – Marcos conclui afirmando que Jesus se assentou a direita de Deus e cooperou com os discípulos durante o anunciou do evangelho que se seguiu

– Vemos a ideia de autoridade de Cristo ao estar a direita de Deus

– Vemos que Cristo não os deixará com eles mas como um comandante estará em cooperação com seus servos

AFIRMAÇÃO SOLENE (3/3): O testemunho da fé se transforma no mover da Obra de Deus

APLICAÇÃO:

– Como está tua esperança? Você acha que está no fundo do poço? Deixa eu te falar o que podemos refletir com este relato:

1) Para Deus não existe fim! Aquilo que parece ser o fim para todos é o começo para Deus!

2) Na derrota que a morte parece trazer, Jesus transforma em vitória e vence o maior inimigo do homem!

3) O pecado e a morte não impedem a obra de Deus e sua ação neste mundo!

4) As lutas na vida podem até parecer te conduzir para o fim mas o pecado e a morte não possuem poder sobre o servo de Cristo pois ele venceu por nós! Se for seu pecado se arrependa e entregue-se ao Senhor, se for pecado dos outros, perdoe e espere em Cristo e em Deus o juiz de toda a terra, se for a falta de esperança então deixe o Senhor operar o propósito dele em sua vida mesmo que você não entenda!

– Como está o teu serviço? Você quer servir ao Senhor somente naquilo que você acha que deveria ou você esta como aquelas mulheres a servir a Cristo na vida e na morte? Pois servindo ao Senhor você estará no exato lugar para ver as maravilhas do poder de Deus!

– Cristo venceu a morte para que nós proclamemos o evangelho de sua vitória! Que possamos espalhar pelo mundo inteiro a vitória do nosso Rei que não nos deixou sozinhos aqui mas está como um general nos guiando e cuidando assentado também a direita do Pai!

Autor:

Pastor Lázaro Layson, vocacionado por Deus para pastorear a Igreja Batista da Graça, Bacharel em teologia com especialização em Pregação Expositiva e Aconselhamento Bíblico. Pós graduando em Teologia-Filosófica. Chamado a ser sal da terra e luz do mundo como consultor empresarial e professor com bacharelado em Engenharia Mecânica e Especialista em Gestão de Projetos. Casado com Michelly Suellen e pai de Sarah, Lázaro Filho e Samantha Abigail

Comentário do usuário